A chatice das formaturas em palco

O programa “Polêmica” da Rádio Gaúcha, hoje, trata sobre a decisão da UFRGS de “enxugar” as formaturas em palco. Para isso, a ideia é de acabar com os discursos dos formandos ao receber o “canudo” (que não é o diploma!), visto que muitos se estendem demais (alguns chegam ao ponto de agradecerem ao cachorro!). No lugar dos discursos, haveria um vídeo de cada formando, com duração de 30s, com seus agradecimentos.

Muitos estudantes reagiram. Acharam um “absurdo”, e, façam-me-rir, “ameaça à liberdade de expressão”. Porra, VTNC!

Formaturas em palco são chatas. Chatíssimas. Por conta disso, optei por me formar em gabinete. Decidi não tratar a formatura como se fosse um “trote” (ou seja, “como levei antes, agora é minha vez de aplicá-lo”). Aliás, nem festa fiz, não tenho saco para essas coisas – quando se reúne um monte de gente, nunca se consegue conversar direito com todos.

E nem só as da UFRGS são uma chatice. Em janeiro de 2006, quando o meu amigo Marcel – aquele do HeinhÔ Batista e do terno e gravata com 35°C – se formou na PUCRS, a cerimônia era interminável – quase ninguém mais aguentava! Embora não houvesse agradecimentos de cada formando, a turma era enorme, e os discursos idem.

Já na UFRGS, o que poderia ser rápido (as turmas geralmente são menores) torna-se enfadonho por excesso de discursos. Pois vou àquela chatice por causa de um amigo, e sou obrigado a ouvir agradecimentos de pessoas com as quais não tenho nada a ver (se ao menos descessem a lenha no desgoverno do Estado…). Como achar aquilo “emocionante”?

Tudo bem, a solução no caso da UFRGS tem de ser negociada (mesmo que eu seja totalmente favorável à medida da universidade), e mesmo que fosse feita uma consulta eu não poderia mais participar dela por já ter me formado. Mas os que são contra o “enxugamento” das formaturas, por favor, usem um argumento menos tosco do que “ameaça à liberdade de expressão”. Pois quem se forma em palco geralmente faz uma “recepção” aos convidados em um restaurante: se querem tanto discursar, façam isso na “recepção”, onde o público terá muito mais interesse em ouvir.

About these ads

2 comentários sobre “A chatice das formaturas em palco

  1. Pingback: Contra o casamento « Cão Uivador

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s