Parque SIM, espigão NÃO!

Clique para ampliar

About these ads

15 comentários sobre “Parque SIM, espigão NÃO!

  1. Por essas e outras que o PT foi varrido de Porto Alegre. Ser contra um projeto magnifico para Porto Alegre, gerador de diversas fontes de renda (turismo, serviços, lazer, etc)..um projeto que só beneficia a orla mal cuidada, largada e suja de Poa. Vocês querem o que? Estupradores, drogados, lixo e carroçeiros na orla mal cuidada e feia de Poa? Vocês incentivam o atraso, o boicote, o não. Por isso que mais de 82% da pop. da cidade é favorável ao projeto. Vocês vão perder de novo, pois o atraso e o lixo não têm mais espaço nessa cidade. Pelo amor de deus, vão pra Cuba! Porto Alegre sente vergonha de vocês.

  2. Hoje à tarde, em protesto contra o projeto Pontal do Estaleiro, estudantes, ambientalistas e entidades do município ocuparam o plenário da Câmara de Vereadores, entoando palavras de ordem contra os edis favoráveis ao empreendimento.

    Leia mais em http://salveopampa.blogspot.com/

  3. Jubão, se tu preferes um monte de prédios altos na Orla ao invés de um parque, faça o que tu sugeres para quem discorda de ti: ir embora.
    Vai para Camboriú, lá tem um monte de prédio em frente ao mar. Só te recomendo coragem para tomar banho naquela água suja…
    E se Porto Alegre sente vergonha de nós, como dizes, podes ter certeza que tenho ainda mais vergonha de ser porto-alegrense e ter como conterrâneos pessoas tão reacionárias que acham que com ódio conseguirão convencer alguém.

  4. Rodrigo, tu é um retrógrado. Só lamento a tua ignorância. Tu prefere o que?

    a) Um parque como o Marinha pra tu ir a noite na orla, ser estuprado ou assaltado?
    b) Um belo local com toda estrutura pra tu levar a namorada(o) a noite pra tomar um vinho na beira do Guaíba?

    Outra pergunta:

    1-) Qual deve ser a reação de um turista ao passar pela orla do Guaíba?

    a) Nossa, que orla mal cuidada..só lixo, mato, bandidos..quanto espaço mal aproveitado e mal frequentado…
    b) Lindo, maravilhoso aquele Pontal..que empreendimento..vou recomendar a todos que visitem a bela Porto Alegre.

    Cara, tu é um radical..tu não tem idéia da beleza daquele projeto. Eu odeio Balneário Camboriú….mas admiro muito o Puerto Madero! Se um cara como tu, for a Buenos Aires e sair elogiando..ou foi a Sydnei (Austrália), e ver a bela Opera House as marges do mar e elogiar..tu merece ser expulso dessa cidade. Porque pessoas como vocês insistem em uma cidade feia, suja e nada atraente?

    Pelo amor da guarda…isso foge de qualquer compreensão! Sec 21 amigo..quer atraso? Cuba é logo ali!

  5. Cara, me desculpa uma certa “arrogância”, mas se eu fosse tão “ignorante” assim, tu não virias tanto aqui para me atacar. Pelo jeito, minhas palavras te incomodam muito…
    Se achas que me ofendes com o termo “radical”, podes tirar teu cavalinho da chuva. Sem contar que pelo jeito tu tens uma compreensão equivocada da palavra “radical”, que designa quem ataca o problema pela raiz. O que certamente tu achas muito ruim, é preciso que os problemas sejam resolvidos lentamente ou que nem sejam solucionados, bem ao estilo da atual administração municipal.
    A Opera House é um símbolo de Sydney e também da própria Austrália, é a primeira imagem que me vêm à cabeça quando falam daquele país (antes mesmo dos cangurus, dos desertos e das praias). Fica no PORTO, e foi construída lá para revitalizar aquela região que estava abandonada. Aliás, o mesmo motivo pelo qual se construiria o novo Teatro da OSPA no Cais do Porto aqui em Porto Alegre (idéia à qual sou TOTALMENTE FAVORÁVEL!), até que alguém teve a “brilhante” idéia de querer construí-lo ao lado de um shopping, o que não aconteceu graças à mobilização dos “ignorantes radicais” que defenderam a Gonçalo de Carvalho: a rua seria asfaltada, e cogitava-se derrubar todas as árvores de um dos lados da rua, para dar mais espaço ao deus-automóvel, já que a saída de todos os carros do shopping se daria pela rua.
    Já que se falou em Estaleiro Só, lembro que em 2006 se cogitou que a nova casa da OSPA seria erguida lá. Nesse caso, não seria preciso mudar lei alguma como querem agora, já que a atual lei prevê que a Orla seja destinada a atividades de lazer e recreação, e CULTURA pode ser considerada uma atividade de lazer. Muito melhor que um monte de edifícios.
    Mais uma vez digo que, com comentários tão agressivos, a chance de tu me convenceres a mudar de idéia, que já era praticamente nula, cai “abaixo de zero”.

  6. Aliás, se eu fosse tão “ignorante” e “retrógrado”, sentiria falta da ditadura e de uma de suas armas mais eficazes, a CENSURA. E censuraria teus comentários. Mas como não sou nada disso, libero-os, mesmo que além de discordar deles, ache-os nada produtivos por não apresentarem argumentos racionais, só ataques.

  7. Caro Rodrigo:
    A Rua Gonçalo de Carvalho é belíssima mesmo. Inclusive tirei fotos dela..seria um absurdo derrubarem arvores. Eu sou 1000% favorável a arborização da cidade de Poa. Ligo pra prefeitura e solicito plantio em locais desertos, acho essencial a presença das arvores no ambiente urbano. A questão do Estaleiro (o assunto do momento), não remete a isso. O sr. conhece o projeto? Leu sobre ele? Sabe da importância disso pra revitalização e aproveitamento da orla? Temos mais de 70 km de orla do Guaíba praticamente jogados..todos nós sabemos que o poder público não terá capacidade de gerenciar esses espaços. No caso do Pontal, este seria uma referência na paisagem da cidade. Alem criar diversos empregos (turismo, serviços, Lazes), e totalmente aberto ao público. Quem não sonha com restaurantes da orla do Guaíba? Come estrutura, segurança, comodidade? Do jeito que está, Porto Alegre está disperdiçando todo seu enorme potencial. Trata-se de uma metrópole, devemos unir a tecnologia ao meio ambiente..e não lutar pelo atraso e pela falta de visão. São oportunidades de crescimento pra cidade. É dinheiro privado? E dae? As pessoas visam lucros? Claro, todo mundo visa lucro. Nesse caso, toda a comunidade sairia ganhando. Graças aos embaraços do PT perdemos na decada de 90 um projeto magnifico, o Dado Pier (proximo ao Gasômetro). Enquanto certas pessoas não enxergarem que Poa merece muito mais que o Gasômetro (ca pra nós..nada de atrativo), e que, o crescimento hoje baseia-se nas parceirias entre público e privado…pois bem, continuaremos parados no tempo, sendo uma cidade retrógrada. Vive-se pra frente..a esquerda no Brasil cultiva uma mentalidade anos 50.arcaica….contra tudo..a ideologia se sobrepõe aos bom senso..se ao menos pensassem como os Democratas dos Eua…

  8. Restaurantes na orla do Guaíba? Claro que sou favorável!
    Ninguém em sã consciência quer que aquela área continue do jeito que está. Mas não acho que a única maneira de revitalizá-la seja erguendo vários edifícios que terão, cada um, o mesmo volume do Hospital de Clínicas.
    A atual lei (que os defensores do projeto Pontal do Estaleiro querem que seja alterada) define a Orla como área de lazer, recreação e cultura. Uma ótima maneira de se revitalizar o local seria com o parque, que poderia muito bem ter os restaurantes para tomar um bom chope com aquela visão espetacular que se tem dali. Poderíamos ter junto, como falei no comentário anterior e já foi sugerido em 2006, o Teatro da OSPA ou algum outro empreendimento cultural. Isso sim transformaria aquela região em cartão postal de Porto Alegre, que gente de tudo que é lugar gostaria de visitar.

  9. “Jubão” demonstra total ignorância do assunto.
    Deveria CONHECER melhor o assunto antes de emitir opinião.
    O empreendedor comprou o terreno sabendo que a lei proibe tais construções no local. Comprou para tentar fazer o que é ILEGAL, por isso e para ter MAIORES lucros quer alterar a lei em seu próprio benefício!
    O que se quer é algo realmente sustentável e ambiental, um PARQUE público e com construções adequadas para algo que é área de preservação permanente, segundo legislação federal: orlas de rios!
    Como orlas de LAGOS tem área de preservação muito menor que área de rio, mudaram a denominação do Guaíba para LAGO. Ou seja a Lei de Gerson, não surgiu agora, tudo está sendo planejado faz algum tempo.
    Segundo a Wikipédia: Um lago é uma depressão natural na superfície da Terra que contém permanentemente uma quantidade variável de água. Essa água pode ser proveniente da chuva, duma nascente local, ou de curso de água, como rios e glaciares geleiras que desaguem nessa depressão.
    Nos bancos escolares ensinavam que “Lago é uma porção de água cercada de terra por todos os lados”. O guíba, certamente LAGO não é.

  10. Outra coisa: o mesmo rapaz que me acusou de tendencioso, etc. e quis me “mandar” pra Cuba (é um belíssimo país, cujo povo é anos-luz mais politizado, educado, bem-alimentado e saudável do que o brasileiro) não sabe que NENHUMA das DEZENAS de entidades contrárias ao projeto é contra a revitalização da área.

    Sabe menos ainda que revitalização é diferente de especulação imobiliária ou de alterar o Plano Diretor para favorecer a uma minoria já muito rica e acostumada a vencer licitações de maneira irregular.

    E sabe ainda menos que, segundo a lei vigente, há mais de 140 possibilidades de concessão ao uso privado da orla do Guaíba, sendo que os vereadores, a SMOV e a SMIC costumam aprovar rapidamente apenas os projetos de grandes empreendedores e não dos pequenos, que geram muito mais emprego e pagam muito mais impostos.

    Tem vereador ganhando por fora. E a cidade está ficando feia e insalubre.

    Se o Jubão é mesmo um advogado, deveria fazer valer o seu diploma e trabalhar por uma cidade mais justa.

    []’s,
    Hélio

  11. Amigos da Gonçalo de Carvalho:

    Caro ecoxiita: Porto Alegre é uma metrópole com 4 milhões de habitantes na sua região metropolitana. Uma cidade dinâmica e em pleno desenvolvimento. Empreendimentos visam um lucro para todos. Geram empregos,renda,turismo,enfim, divisas para a cidade. Não sei se a tua cabeça fraca consegue entender o que eu estou dizendo, mas empresários não são vilões destruidores da natureza. Eles geram empregos,que geram ganhos…principalmente para os menos favorecidos. A Orla de Porto Alegre possui um enorme potencial completamente jogado as traças. Abandonado por todos.Porto Alegre não é atrativa graças a mentalidade provinciana e pequena de uma parte da cidade. A mesma parcela que destruiu Poa ao longo de 16 anos. Hoje as coisas estão mudando. Empresas não estão mais sendo expulsas da cidade. As parcerias público-privadas estão ae..gerando benefícios para todos. A cidade quer crescer, se desenvolver. Tem uma nova geração de pessoas que tem uma visão cosmopolita para Porto Alegre. Queremos um lugar de destaque. Uma cidade que tenha boa qualidade de vida para o povo, aliada ao potencial turístico e empreendedor. Queremos uma cidade bonita, arrojada, moderna. Não mais uma Nova Havana..não queremos mais descaso com os potenciais dessa metrópole. Não existe mais lugar para burocraria, burrice e atraso em Porto Alegre. As coisas vão acontecer querendo vocês ou não querendo. Uma minoria pensa assim. Um parque no local onde fica o estaleiro seria mais uma bobagem. Um local ermo, perigoso, a exemplo do desastroso Parque Marinha do Brasil. Vá a noite lá, amigo ecoxiita. Lanço um desafio: Vá apreciar a orla de Porto Alegre as 9 da noite..vá. Não entendo porque certas pessoas não querem olhar pra frente. Quando tu, amigo ecoxiita, for ao exterior e vêr ambientes imponentes e for tiras as suas fotos, pense o seguinte: Esses mesmos ambientes nós poderiamos ter na nossa Porto Alegre…e o melhor, com todo conforto e segurança. Então, amigo ecoxiita, não venha tentar argumentar sobre isso comigo, pois não existe justificativa plausível e inteligente para proibir um empreendimento que seria um cartão postal dessa cidade. Brincadeira é o cara olhar os postais de Poa e ver fotos da rodoviária..do Gasômetro..pô…aquilo é de doer. Moramos numa metrópole..e não no meio do mato.

  12. Depois de eu dizer ao Jubão que com ataques ele não tem a menor chance de nos convencer, achei que ele ia baixar a bola. Mas voltou aos ataques.
    Sugiro que nem respondamos mais aos comentários dele. Deixemos ele falando sozinho.

  13. Parece que o forte dos “prós” não é a argumentação.
    Não apenas por não nos convencerem, mas pelo fato de não convencerem mesmo a parcela (que sabemos não ser tão diminuta) que apoia esses descalabros do empreendedorismo imobiliário.
    Após a AGAPAN colocar um abaixo-assinado na internet Pela Preservação do Guaíba e CONTRA o projeto (?) Pontal, eles também fizeram um abaixo-assinado no mesmo site.
    Resultado de quantidades de assinaturas atualizado:

    CONTRA o Projeto (AGAPAN): 4.059 assinaturas

    FAVORÁVEIS ao Projeto (Move POA): 174 assinaturas (CENTO E SETENTA E QUATRO)

    Isso, sem contar as listas de assinaturas impressas que circulam pela cidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s